terça-feira, 31 de março de 2015

Sardinhas (quase) jurássicas



Peniche... Sempre na linha da frente, na vanguarda do futuro na arte conserveira!
2000 anos a enlatar, é muito ano...

sábado, 28 de março de 2015

Sabor a sábado #80






Lima ou limão?
Lima, porque o dia está quente... Trate merengada de lima.
Bom sabor a sábado!

sexta-feira, 27 de março de 2015

quinta-feira, 26 de março de 2015

Já cá estou!

Foi-se o vento e deu lugar à chuva... Fazendo uma analogia meteorológica, o vento levou-me para longe deste "tasco" de convívio e a chuva trouxe-me de volta para o "tasco" com telhados de letras. Deixando de lado as analogias, o motivo da minha ausência por cá teve que ver com questões de saúde e trabalho...este último menos produtivo do que esperava, pois as maleitas físicas comprometeram a eficácia laboral...
Hoje será um dia de inversão física e mental... assim espero!

sábado, 21 de março de 2015

Sabor a sábado #79



Porque o vermelho é vida... Tarte de groselha (con)vida!
Bom sabor a sábado

terça-feira, 17 de março de 2015

Faz-me falta um emplastro...

Preciso de um emplastro...
Para as costas, dos outros dispenso... Sinto que a minha coluna vai estalar a qualquer mexer de unha!

sábado, 14 de março de 2015

Sabor a sábado #78



Para uma festa em grande, um bolo grande. Se vierem já, ainda tenho uma fatia para vocês...
Bolo de cenoura com curd de laranja e cenoura, cobertura de chocolate e morangos.
Bom sabor a sábado!

sexta-feira, 13 de março de 2015

Zero...de pequenos almoços!

Provavelmente, sou uma criatura atípica no que diz respeito a gostos, em particular o ser presenteada com um pequeno almoço na cama. NÃO GOSTO! E não gosto porquê? Principalmente por três  razões:
- não gosto de comer na cama;
- não gosto de tomar o pequeno almoço sem antes lavar, pelo menos, as mãos e a cara e o resto;
- não sou boa a equilibrar tabuleiros em cima de almofadas;
- com o tabuleiro em cima da cama, teria que ter alma de contorcionista para poder comer alguma coisa.
Afinal, são quatro as razões... E zero de pequenos almoços na cama!

quinta-feira, 12 de março de 2015

quarta-feira, 11 de março de 2015

Indo eu, indo eu a caminho de Viseu...

... Encontrei uma pastelaria e aí jesus c'o dinheiro é meu!
Pois bem, parece que em Vouzela, distrito de Viseu, há uma nova "casa da sorte"... Os prémios em raspadinhas saem ao minuto. O caso mais mediático foi o de um apostador que comprou três raspadinhas, gastando 30€ e ganhou nada mais nada menos, que 168 mil euros. Mas, ainda que os prémios não sejam sempre tão avultados, o normal é saírem em média cerca de dois mil euros por dia... 
Já sabem para onde devem ir passar o fim de semana, certo? 
boa viagem e boa sorte!

Só por causa das coisas, vou ali compar uma raspadinha e volto já!

terça-feira, 10 de março de 2015

segunda-feira, 9 de março de 2015

Quer "frô"?

Há por aí alguma florista? Ainda há gerberas no mercado? Pergunto isto, pois ontem só vi mulheres a empunhar gerberas...

Sugestão para o almoço...



Estrelado, escalfado, cozido... Faz bem!
Desmistifique-se a ideia de que os ovos são depósitos de colesterol nocivo.

Um ovo cozido, para a mesa 7, se faz favor!

sábado, 7 de março de 2015

Sabor a sábado #77





Com os dias a ficarem mais amenos, uma sobremesa mais fresca: cheesecake de maracujá.
Bom sabor a sábado

quarta-feira, 4 de março de 2015

Elegância


Imagem retirada do Facebook

Foi mais ou menos assim que regressei a casa... Com elegância! 

Dúvidas...

Começo a ter cada vez menos esperança num futuro melhor e em pessoas melhores. A dada altura, ainda achei que as gerações mais jovens pudessem trazer alguma inversão valorativa para melhor, mas concluo que me enganei redondamente.
Achava que os jovens eram sensíveis a questões ambientais...
Achava que os jovens eram sensíveis aos Direitos Humanos...
Achava que os jovens se preocupavam com a pobreza...
Achava que os jovens não eram preconceituosos e discriminatórios...
Achava que os jovens eram voluntariosos...
Achava que os jovens podiam ser melhores pessoas!
Numa conversa que hoje tive com jovens, percebi que a sociedade caminha para um individualismo atriz. Estes jovens só pensam neles próprios, se tiverem de escolher entre destruir o ambiente ou património para assim crescerem económica e financeiramente, não hesitam em optar pela destruição.    O que importa é ter dinheiro, porque se o tiveram tudo o resto é "comprável" e serão felizes sem se preocuparem com os outros... Até porque se alguém contraria o seu modus vivendi é, literalmente, cilindrado por vozes intimidatórias.
A vida gira em torno do seu umbigo, completamente!
Perante isto, quero acreditar que tive azar, que não falei com os jovens certos, que estes jovens estavam a fazer-se de mauzoes... Mas não consigo convencer-me disso!
Serei assim tão cetica ou serei ingênua...fico na dúvida! 

terça-feira, 3 de março de 2015

Mediático e imediato


Imagem retirada do Facebook

Muito do que somos enquanto sociedade, para o bem e para o mal é assim moldado...

Animais...

Não sei se isto tem a ver com o tempo mais ameno que se faz sentir ou não... Mas a verdade é que os passeios hoje, estão muito mais conspurcados com dejetos caninos. Para conseguir chegar ao meu destino, tive que andar literalmente aos s's e com os olhos postos em cada pedra da calçada, sob pena de levar perfume nos pés para o trabalho.
Ora, não falando da falta de civismo das pessoas (atitude e comportamento mais que debatido), pergunto-me: onde é que estas pessoas levavam os animais nos dias de chuva? Iam à casa de banho lá de casa? Ou faziam da casa, casa de banho? Seja como for, era preferível e para o bem de quem anda pelas ruas, que os animais donos destes animais optassem pela "vida caseira" dos animais de estimação.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Consciência... bonita palavra

Não tinha consciência de que a obrigação de pagar à Segurança Social enquanto fui trabalhador independente, era devida. 
Pedro Passos Coelho
Consciência... Não tinha ou não tem?