sábado, 29 de junho de 2013

Acabou-se a Trindade popular

Hoje é dia de S. Pedro e há uma canção de homenagem aos santos populares que, na minha leiga opinião musical a nível de letras, tem um erro de cronologia, diz a melodia que:

Santo António, já se acabou
O S. Pedro está-se a acabar
São João, São João,
dá cá um balão
para eu brincar...

Dita o calendário religioso que a ordem é António, João, Pedro por isso, resolvi alterar ligeiramente a letra da canção, para assim repor esta ordem!

Santo António, já se acabou
São João também já la vai
Só ficou, só ficou o São Pedro,
que também já está a´cabar!

(Aconselha-se a leitura trauteada de acordo com o ritmo conhecido).

Sobre(a)mesa

 
Para mais logo....

Para rir...

Havia um casal que fazia 25 anos de casados e, nessa noite o marido não conseguia dormir e resolveu sair da cama e, na sala chorou, chorou, chorou desalmadamente sem conseguir parar.
A mulher, dando pela sua falta na cama, levantou-se e deu com ele na sala a soluçar com tanto choro. Perguntou-lhe:
 
- O que é que tu tens, por que choras dessa maneira? O que se passa contigo?
- Lembras-te, há 25 anos quando fizemos aquilo e o teu pai me ameaçou de que se não casasse contigo, iria preso e ficaria na cadeia 25 anos?
- Sim, lembro-me... mas porquê?
- Saía hoje em liberdade! 

sexta-feira, 28 de junho de 2013

...à noite, vai ser assim...

... arraial de S. Pedro!
... sardinha no pão!
... vinho no copo!
... bailarico no pé!

... e fecha para balanço o mês dos Santos populares... p´ró ano há mais.

...e à tarde, foi assim...

 
... à sombra porque o calor da "quinta" era agreste para assistir às provas...

 
... da lavoura em terreno a "rebentar pelas costuras"... seco, seco, seco...

De manha, foi assim...

 
 ... a "avaliar" engates e afinações de alfaias agrícolas... e quem  vê engates também vê desengates!

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Duelo de L e xs

 
O tamanho não é tudo e também não interessa para nada, a provar está a vitória de Michelle Brito sobre Maria Sharapova, porque as tenistas não se medem aos palmos! Para além de ser uma vitoriosa a "piquena" tem sentido de humor. Oh! Se tem... a julgar pela resposta que deu, face à tentativa do nosso PR a parabenizar pelo feito via telefónica que neste caso, inclui roaming e isso, sai caro!
 
Parabéns à miúda e parabéns ao ténis português!

Livros demasiado abertos ao mundo

 
Nunca é demais alertar aqueles, cujas vidas são verdadeiros livros abertos ao mundo... do Facebook!

Hippotrip - Lisboa

 
A capital do Império conta com mais uma novidade no que ao turismo diz respeito. Tem agora um autêntico "hipopótamo em terra e água " ao seu serviço.
O Hippotrip é um autocarro, ou em bom rigor, um veículo anfíbio que está a dar nas vistas por toda a cidade, primeiro porque é amarelo (uma cor que por si só prima pela discrição!), segundo porque tem uns pneus avantajados em diâmetro e altura, terceiro porque quando menos se espera, entra Tejo dentro com a mesma naturalidade com que desliza no asfalto ( nestas alturas é ver os peões que circulam por ali, com um ar boquiaberto a pensar que se trata de um desvio da rota, provocado  por terroristas malvados!).

O Hipopótamo Alfacinha oferece hora e meia de diversão, com partida da Doca de Sto.Amaro com passagem pelo Marquês de Pombal, Museu da Eletricidade, Mosteiro dos Jerónimos, Torres VTS entre outros locais de reconhecido interesse, convém referir que nesta trip o Hippo faz dois mergulhos, um na Doca do Bom Sucesso em Belém e o outro no Centro Náutico de Algés. A viagem termina onde começa!
 
O preço dos bilhetes, pode não ser o mais interessante, mas este mês, há desconto de 20%... por isso, é um belo programa para o último fim de semana de junho (o Hippo circula e navega de sexta a domingo). 
 
Um aviso à navegação: aproveitem o bom tempo!

"Clichês" ou introspeções

(...) toda a dor e problemas deste mundo são provocados por pessoas infelizes. Não só a nível global, num cenário tipo Hitler e Estaline, mas também a nível pessoal.(...)

(...) toda a dor de uma vida humana é provocada pelas palavras, tal como toda a alegria. Criamos palavras para definir a nossa experiência e essas palavras trazem emoções à mistura que nos puxam como cães pela trela.(...)
E. Gilbert, Comer Orar Amar.
 
Clichês ou introspeções... há aqui alguma verdade!

quarta-feira, 26 de junho de 2013

De "bestas" a bestiais

Cada vez me convenço mais desta minha ideia: os portugueses (falo em abstrato,) não são gente de ideias fixas e consoante a música assim a dança.
 
Ora, muita palavra se escreveu acerca da greve dos professores, disseram-se impropérios, comentários pouco cordiais e adjetivações desajustadas...toda a gente emitiu a sua opinião, legitimamente, por todos os meios informativos ao seu alcance e para a maioria, os professores eram uns privilegiados irresponsáveis e maus porque prejudicavam os alunos, umas "bestas", portanto!
 
Hoje, muita palavra se tem escrito sobre os ganhos da greve dos professores, brotam como cogumelos em solo fértil, crónicas elogiosas e discursos solidários, os professores são uns heróis, um exemplo, são os homens e mulheres da luta idolatrados por todos, os únicos a conseguir ganhar batalhas na guerra contra o governo, bestiais, portanto!
Assim como se passa rapidamente de bestial a besta, o inverso também me parece possível.

As Borlas dos Bon Jovi

Hoje é dia de Bon Jovi e muita gente está ansiosa por assistir ao concerto da banda dos "Sandokans dos anos 90".
 
Ao que parece estes artistas tão conceituados fizeram as suas exigências da praxe, designadamente um acolhimento de camarim o mais parecido possível com o seu doce lar e por isso, querem plantas no seu reduto de concentração e relaxamento, se tivessem vindo no mês passado arranjavam-se umas papoilas do campo que, convenhamos, davam um colorido e divertido à salinha de estar... mas assim, terão que arranjar outras plantas decorativas ou até aromáticas, estas últimas estão muito na moda.

Só compreendo estas exigências e outras ainda mais avantajadas, porque afinal o nosso país é um país rico e contribui muito para o desenvolvimento da Península Ibérica logo, está muito melhor do que a Espanha, onde o grupo dos "Sandokans dos anos 90" vai dar o mesmo espetáculo... mas de graça, porque o país está em crise...it´s our life!
 

terça-feira, 25 de junho de 2013

Tudo, pouco ou nada

Mário Nogueira, um rosto do sindicalismo docente não é uma figura muito "amada" nos meios sociais e políticos por estar, na opinião de alguns, demasiado ligado a máquinas partidárias e por isso ter uma imagem, discurso e credibilidade desgastados.
Contudo disse uma coisa, acerca dos resultados da greve dos professores, que não pode ser mais verdadeira, mais ou menos isto: lutando nem sempre se ganha, mas sem luta perde-se sempre.
Subscrevo a mensagem!

Uma tarde a "perder"

 
E assim se passou uma tarde de sol, muito sol, calor, muito calor... não, não foi na praia ou em uma qualquer esplanada à beira mar... foi, nem mais nem menos do que nas Finanças, em particular na secção de Tesouraria...fiz-me entender!

Hoje, nem para pagar houve despacho, e aquilo que efetivamente me irritou foi a constatação da ineficiência de alguns serviços informáticos (incluindo Portal das Finanças), que segundo os funcionários se devia à sobrecarga do sistema que permite o pagamento do tão famoso Impostos Único de Circulação que bateu à porta de uns largos milhares de contribuintes "incumpridores". Se assim foi para enviar as notificações, imagino o que ainda estará por enviar... é nestas alturas que começo a pensar que o sistema caneta e papel seria muito mais eficiente, já não basta a neura por estar na Tesouraria das Finanças ainda ter que perder uma tarde, é no mínimo claustrofóbico.
 
Como tive tempo, resolvi homenagear o S. João pois que o manjerico estava sem quadra, provavelmente de forma intencional para assim espevitar a veia criativa/negativa de quem por lá passa algumas horas...
 
Nesta quadra tão festiva
toda a festa vai acabar
quando vimos o imposto
a pagar e sem bufar.

Um bom dia para a cultura mundial...há 161 anos

 
Informada pelo Doodle da Google (fiquei feliz com a informação), assinala-se o 161º aniversário do nascimento de Antoni Gaudí, o arquiteto catalão que viu as suas obras reconhecidas como Património Mundial da Unesco e que "fez" de Barcelona a cidade que tanto gosto.
Gaudí ficou também conhecido pelo seu "excesso" em termos arquitetónicos, consta que grande parte da sua inspiração ocorria no decorrer da construção das suas obras o que em certa medida, contribuiu para o inacabamento de algumas delas (o Parque Guell, em particular a cripta da Colónia Guell e a Catedral da Sagrada Família).
 
Pessoalmente gosto muito do trabalho de Gaudí, é-me difícil eleger uma das suas obras, mas ainda assim, o Parque Guell ocupa um dos lugares da minha preferência, a ainda bem que a intenção comercial com que foi construído se  revelou um gigantesco fracasso (destinado a habitações de luxo com relevante valor artístico), tendo sido comprado pelo Município de Barcelona que o tornou Parque público.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

O Espirituoso

Há dias em que as pessoas estão bem dispostas e hoje cruzei-me com uma que estava particularmente espirituosa.
 
Fui tomar café e um colega de trabalho, com um ar muito sério e "sincero" disse-me:
- Tens um relógio muita giro! O meu irmão trouxe-me um da Suíça, mas não o uso.
- Obrigada! mas porque não o usas?
- É de parede!!!!
Que engraçadinho, e que "ingénuazinha", pensei eu. Mas ao que parece não ficou satisfeito e resolveu continuar com a conversa que agradaria a quase todas as mulheres e a poucos ou nenhum homem.
 
- Ofereceram ao meu tio um gatinho muito lindo, como esse da tua camisola, muito gira, também! Mas o desgraçado ficou duas semanas dentro da mala do carro.
- Ah! Coitado... e não morreu?
- Não.
- Não?!
- Era de loiça.
 
Escusado será dizer que a "conversa agradável a mulheres" só lhe interessava porque era uma oportunidade de fazer piadas à conta da minha papalvice. Posto isto, achei por bem beber rapidamente o café e enfiar a cabeça no trabalho, antes que fosse apanhada pela terceira vez e como se diz na sabedoria popular: gato escaldado de água fria tem medo.

O sonho do "Gasparzinho"

 
Recebi este vídeo por mail e espero que o Gaspar não o tenha recebido também!

Algum deserto jornalístico

No jornal das 8 da TVI do passado sábado (22/06/013), foi apresentada uma reportagem sobre a desertificação de aldeias neste Portugal envelhecido - Aldeias que ficam sem gente.
 
Até conheço os lugares que foram filmados, mas isso não é o que realmente interessa, o que me interessa foi  a surpresa pela fraca qualidade da reportagem, designadamente do jornalista que a conduziu.
Começou por apelidar os três ou quatro habitantes da aldeia por "serranos", para quem não sabe é um adjetivo muito pejorativo por aquelas bandas, continuou... e desde afirmar que numa determinada casa "vegeta uma criatura alemã" a alguém que tem uma vida possivelmente de eremita ou talvez mais solitária, afirmar que a habitação de um dos habitantes era uma "espelunca" e até prever que aqueles idosos "daqui a meia dúzia de anos morrem", foi de algum mau gosto.
 
No meu ponto de vista, penso que o jornalismo de reportagem/informativo deve pautar-se pela objetividade e imparcialidade, mas o que para mim ficou visível naquela reportagem foi a conceção de um conjunto de juízos de valor depreciativos e ofensivos para aquelas gentes, ousando até fazer o papel de mais um Nostradamus do século XXI.
Reconheço que esta reportagem tenha tido uma intenção interventiva no plano político e social, no sentido de mostrar as desigualdades sociais e as condições, por vezes, pouco nobres em que vivem os nossos idosos reformados, ainda assim, poderia ter havido um maior cuidado e rigor na forma como foram ditas as coisas.

Não digo isto porque até conheço o lugar... digo isto porque na realidade foi lamentável falar assim destas gentes que vivem em Aldeias que ficam sem gente.

domingo, 23 de junho de 2013

Será desta?

 
 Os indispensáveis para a semana que aí vem, cheia de calor... muito calor!

Para quem não gosta da Lua Cheia...

 
Como já tive oportunidade de dizer num post publicado neste blogue, a fase lunar que mais me "arrepia" é a lua cheia, não gosto e isso talvez tenha que ver com algum recalcamento pessoal...não sei, não faço grande ideia sobre isso, no dia que for à consulta do divã talvez encontre a explicação.
 
Aparte destas introspeções, o que se vai passar hoje à noite seria para mim motivo para estar com os olhos postos no céu, se fosse um eclipse parcial ou total da lua, mas aparecerá a partir das 21h06min uma super lua em brilho e tamanho.
Ora, aqui está uma notícia que pouco ou nada me anima...casa é o que me espera!

sábado, 22 de junho de 2013

Coimbra com mais encanto


Embaladas pelo Mondego a Universidade de Coimbra, Alta e Sofia viram hoje reconhecido o seu valor arquitetónico, histórico e cultural pela Unesco.
 
Coimbra não é a minha cidade...
Coimbra não é a minha cidade de estudante...
Coimbra não é a minha cidade do fado...
Coimbra é para mim, a cidade dos médicos e dos hospitais, mas deixando de lado as minhas opiniões, o facto é que, hoje...Coimbra é a cidade que leva o nome de Portugal mais longe e por isso motivo de orgulho...agora a cidade é de todos.

Os Ministros passam por Alcobaça e será que não passam sem lá voltar?

 
Cumpre-se hoje mais um dia de árduo trabalho político, mais um Conselho de Ministros Extraordinário e descentralizado. Desta vez, estão todos os "nossos" digníssimos representantes reunidos na cidade de Alcobaça a discutir o que se passa para além de Alcoa e para lá de Baça.
 
Quem chega a Alcobaça tem que enfrentar imponentes obras.
Primeiro enfrenta o majestoso exemplo do gótico em Portugal, o Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, depois para aconchegar o estomago, enfrenta as tentadoras cornucópias, para quem estiver de dieta pode sempre optar pela Maçã de Alcobaça ou pela Pera Rocha (acredito que seja a escolha de Assunção Cristas), para digestivo uma ginja de Cister ( o indicado para Paulo Portas, não há como provar para poder divulgar no estrangeiro).
Esqueci-me do aperitivo....
... o aperitivo penso que seja uma receção, em jeito de manifestação (silenciosa ), do povo luso, dedicada especialmente a Pedro Passos Coelho, Vítor Gaspar e Nuno Crato.
 
Veremos se a "paixão" dos mui nobres governantes por Portugal será eterna como o amor de D. Pedro e Inês de Castro. 
Veremos também se,  quem passa por Alcobaça, não passa sem lá voltar...

sexta-feira, 21 de junho de 2013

The Simpsons...all stars

A coleção ...


... a minha escolha... o clã feminino da família: Marge, Lisa e Maggie.
Corresponde à vossa?

(Ainda não estão disponíveis em Portugal, mas ao que pude indagar, será para breve.)

Voltar onde fomos felizes

Há quem defenda que não se deve voltar aos lugares onde já fomos felizes. Em certa medida compreendo este cliché, quando esses sítios nos trazem à memória pessoas que não nos acompanham nessa visita ou então já não estão nesses lugares e aquilo que esses sítios nos trarão será a nostalgia, a melancolia e até um sentimento de perda, muitas vezes, irrecuperável.

Gosto de regressar aos sítios onde já fui feliz, particularmente quando sei que aí vou encontrar não o sítio mas as pessoas que contribuíram para essa felicidade. Hoje foi assim! Voltei a encontrar as pessoas que me fizeram (muito) feliz, elas estavam lá e acolheram-me como se nunca de lá tivesse saído.
Mais uma vez, voltei a ser feliz no "sítio" das pessoas que já me fizeram feliz.
 

O maior dia solar

 
 
Hoje é o solstício de verão e por esse motivo é o maior dia solar.

Há que aproveitar porque a partir de hoje os dias começam a ficar gradual e lentamente mais pequenos... 21 de junho de 2013 é o dia com mais horas de luz logo, a "night" é mais curta!
 
 

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Será do ar da "quinta"?

Fico mais descansada quando percebo que há gente, que têm mais ou menos as mesmas distrações que eu. O descanso diminui quando essas pessoas trabalham no mesmo sítio que eu.
 
Passo a explicar, ontem fui fazer umas mini compras, basicamente umas bolachas e um gel de banho, ao supermercado do "sítio do costume",  e por ser, com alguma frequência, sítio do costume conheço mais ou menos os cantos à casa. Fui buscar o que queria e como eram apenas dois artigos, levava-os na mão e assim ultrapassei a barreira do segurança, saindo por onde tinha entrado e não propriamente pelas caixas de pagamento. Reparei que o meu GPS estava baralhado quando vi o segurança a olhar para mim com cara de mau e acredito que, mais um segundo e gritava "Agarra que é ladrão!" Fiz-me de todas as cores e piedosamente pedi desculpa pelo descuido, enquanto dava meia volta e a passos largos, procurava ferozmente a caixa. Não sei se o segurança, acreditou na minha verdade que era mesmo a verdade ou se pensou que os produtos alvo de roubo são sempre os de higiene...mas desta vez sem o polvo a acompanhar.
 
Hoje comentou-se no local de trabalho a distração de uma colega que se esqueceu de virar à esquerda, enquanto viajava confortavelmente no seu automóvel e nos seus pensamentos... o resultado foi um atraso monumental e um desperdício de combustível correspondente, a mais ou menos, 40km.
 
Perante isto,  dei por mim a pensar que estas distrações, descuidos e desorientações extensivas a duas pessoas que trabalham no mesmo local, começam a preocupar-me e tenho que descobrir se isto será do ar da "quinta" ou um presságio de loucura... tenho a dizer que não estou nada descansada!

O Monstro da Filosofia


Estreia hoje nos cinemas o novo filme da Disney - Universidade de Monstros e promete diversão do princípio ao fim.
 
De entre todas as personagens seleciono Art, um monstro peludo, cheio de maldade e com uma personalidade instável, é a personificação do "livre pensador" por isso, é estudante de Filosofia e... como hoje foi dia de Exame Nacional de Filosofia, aqui fica a minha homenagem à "filha" de Sócrates ( o filósofo). 

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Biquínis, fatos de banho e grávidas

O primeiro post que fiz para o blogue versava sobre a temática da maternidade associada à crise económica (Da crise à maternidade). Não há nenhuma razão profunda ou filosoficamente justificada para ter escrito sobre isso, escrevi porque na altura soube de uma "onda de gravidezes" de pessoas que conheço e de algumas que me são próximas afetivamente.
 
Claro está que um dos assuntos que ultimamente tem sido abordado por mim nas conversas de amigas, é a questão da gravidez e de todas as variáveis a ela associadas. Para quem está fora desta realidade, acaba por descobrir que há todo um mundo, quase infinito, por descobrir...ecografias, análises, mudanças físicas e fisiológicas, posições para dormir, tamanhos xxxxxxxxxxsssssssssssss, body a apertar à frente para os primeiros meses, biberons, mala para a maternidade, ovo, carrinho de bebé, alcofa e tantos outros acessórios e apetrechos à altura da missão.
 
Há, no entanto, um pormenor nesta área que defendo acerrimamente! Defendo que uma mulher grávida, no estado de barriga proeminente, deve usar sempre fato de banho e nunca biquíni quando faz praia ou piscina, e não é apenas por uma questão estética, elegância ou até de pudor é, essencialmente, por uma questão de intimidade, de tornar público algo que é tão privado, de expor de uma forma quase desprotegida um ser que só o é, ainda e genética e afetivamente, para os pais.
 
Para além disto, e pode parecer uma palermice da minha parte, mas faz-me muita impressão ver mulheres grávidas a apanhar sol diretamente na barriga, ainda que carregadas de protetor solar... fico sempre a pensar que o bebé deve estar a "morrer de calor".

Amado gato

O gato mais famoso da banda desenhada, que poderia ser italiano a julgar pelas suas  preferências gastronómicas e que poderia ser muito mais enérgico se a simbologia das cores fosse regra,  faz hoje 35 anos.
 
Parabéns Garfield!

terça-feira, 18 de junho de 2013

Bate, bate coração

Uma boa notícia para quem tem problemas de coração: de acordo com um estudo realizado pela Universidade norte-americana de Carnegie Mellon nos Estados Unidos, ajudar o próximo faz bem ao coração, reduzindo em cerca de 40% a probabilidade de vir a sofrer de tensão arterial alta.

Acredito que para além dos benefícios fisiológicos, os benefícios psicológicos a nível emocional serão certamente elevados, tendo em conta o grau de satisfação evidenciado por quem faz do voluntariado, um lema de vida. O resultado deste estudo até pode parecer uma coisa meio lamechas ou então um qualquer artigo da literatura de autoajuda na procura da felicidade interior, realização pessoal, autoestima...mas na minha opinião e, independentemente do estudo ter ou não elevada credibilidade científica, considero que ver um sorriso no rosto de alguém, provocado por nós, nos enche o coração e quem está de coração cheio é certamente muito mais feliz.

Maré alta de demissões

A palavra de ordem deste governo que nos acompanha e alimenta as agruras da vida lusa, é despedir. Despede-se na horizontal, na vertical, na diagonal em todas as direções possíveis e imaginárias. Demite funcionários públicos, administrativos, professores, assistentes operacionais e agora demite, e neste ponto demite muito bem, os gestores de empresas públicas envolvidos nos famosos contratos swap.
Acrescento ainda que este governo das moribundas almas lusas, não só demite como também se auto demite, nomeadamente daquilo que lhe convêm (funções sociais) e reforça os seus ideias políticos liberalistas, neo liberalistas ou outros "istas"...
Já que estamos em maré de demissões ordenadas pelo governo das fossilizadas almas lusas, poder-se-ia aproveitar o balanço e fazer mais umas quantas demissões na máquina do Estado que se alimentam à custa de muito combustível.
É só uma ideia!

segunda-feira, 17 de junho de 2013

A máquina avariou


"A máquina está em marcha."- Nuno Crato

 
A máquina parou... algures!

domingo, 16 de junho de 2013

Intimismo que intimida

Ando em maré de programas televisivos de canais em sinal aberto e, se há programas que não primam pela descrição, acalmia e serenidade outros há que abusam destas qualidades, correndo o risco de as tornar em defeitos.
O programa dirigido por Daniel Oliveira, Alta Definição é disso exemplo. Muita serenidade, muita paz, um ambiente intimista e convidados bafejados por uma nobreza de carácter invejável, que choram muito, que não se maquilham, que se emocionam heroicamente, que têm uma sensibilidade acima da média, que têm a sinceridade na ponta da língua, o coração nos olhos e por isso, são dignos de verdadeiros hinos à grandeza humana, até mesmo quando sabemos, publicamente,  que o seu carácter é duvidoso.
Quando vejo isto, quase que acredito em pleno nas palavras de alguns convidados, fico lamechas, o intimismo vira intimidação e em estado quase letárgico, dou comigo a pensar que algumas  daquelas pessoas são umas sofredoras, com uma vida madrasta mas que no meio de tantos atropelos e incompreensões,  são uns heróis... 
... este é um programa que quase me "lava a cabeça"... creio que até ao momento tenho conseguido evitar o sabão!  

Jantares de junho: 1º round

 
O mês de junho é o mês dos santos populares, mas para mim é também um mês de festa e jantaradas...uma maçada, portanto!
 
Um destes fins de semana, estive com "amigos" jovens que fizeram o favor de se lembrar de mim para com eles jantar e partilhar momentos passados, presentes e expetativas futuras... gostei da energia que mostraram ao falar dos seus projetos e daquilo em que acreditam. Fiquei orgulhosa da maturidade que exibiram e da vontade que têm em vencer, aqui ou em qualquer parte do mundo.
De certo modo, senti a sua resiliência também como minha...
... no final, deixei-os a ver os aviões e eu, de coração cheio, rasguei as curvas até casa.

sábado, 15 de junho de 2013

Tamanho xs da cabeça aos pés

Tenho observado algumas características das novas "apresentadoras" da TVI e detetei que há pelo menos dois aspetos que se repetem, o que me leva a crer que devem ser os requisitos para ocupar uma posição nos programas que primam pelo entretenimento barato carente de qualidade.
 
Falo concretamente de duas "vedetas" televisivas, a Marisa Cruz e a Marta Cardoso. Ambas estão magérrimas, tendo em conta que eram umas raparigas de porte robusto, torneado e arredondado; para além disto, ambas estão com um cabelo fraquito e rarefeito que ainda lhe estiliza mais o figurino.  
 
Dizem que a televisão engorda e, a ser verdade, nem quero imaginar como estão as ditas, tendo em conta que o tamanho de eleição deve ser o xs da ponta dos cabelos até aos pés. 
 

As primeiras do ano...


O almoço de hoje foi a minha estreia na sardinha, acompanhada com salada e broa.
Para primeira vez, não estavam más, por isso, está aberta oficiosamente, a "época da sardinha" para as minhas bandas!

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Presente da Feira

 
Chegou hoje (mas não foi na volta do correio), uma prenda diretamente da Feira do Livro de Lisboa. Como a mmm's não foi à Feira, veio a Feira à mmm's pela mão da minha maninha que se lembrou de mim e presenteou-me com estes dois livros.
Um do autor que anda há 30 anos a "Falinventar"- Mia Couto, Pensagueiro Frequente e O Impiedoso País das Maravilhas e o Fim do Mundo de Haruki Murakami, um ainda e sempre forte, candidato ao Prémio Nobel da Literatura.
 
Tenho literatura para os próximos tempos.
Se já leram alguma destas obras não digam mal, porque é quase certo que, perco a vontade.
 
(Quem tem manas assim, tem livros e tem tudo!)

A ingenuidade das crianças...

Quando era miúda e tinha cerca de 5 anos havia uma ou outra frase escritas nos muros e paredes dos edifícios da minha terra, frases essas que ultrapassavam a minha capacidade de compreensão das mesmas, apenas era capaz de as ler... na altura tinha leitura mas, ainda, não tinha literacia.
Lia-se então nessas paredes, palavras escritas a tinta vermelha, com carateres mais ou menos imperfeitos: Abaixo os fachos! 25 de abril sempre! Fachos, nunca mais!

A ingenuidade própria da minha criança não me permitia entender estas frases, para mim vazias de conteúdo. Lembro-me de ter perguntado à minha mãe o que significavam aqueles coisas escritas nas paredes? Lembro-me também de ela me responder que não me preocupasse, porque aquilo que as pessoas tinham escrito já não fazia sentido, agora estava tudo bem! Fiquei descansada e nunca mais me preocupei com aquilo...até hoje!

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Inspirada no "rochedo"

 
O blogue Crónicas do Rochedo deu asas à criatividade e homenageou o Santo António com umas quadras de relevante interesse. Inspirada pelo "rochedo" eis que aqui vai o meu contributo para o Santo de Lisboa:

Ó meu rico Santo António
meu santinho padroeiro
não deixes que este governo
seja de Portugal o coveiro.

Neste dia de festa
temos pão, vinho e sardinha
daqui a umas sestas
nem uma côdea para a barriguinha.

Deixemos de lado a tristeza
e vamos todos para a folia
amanhã temos a certeza
da troika que nos agonia.

E agora dou-vos a palavra
porque acabou-se-me a inspiração
venha daí mais uma quadra
porque o próximo é o São João.

Lanço-vos o desafio neste mês de santos populares, para continuarem esta "corrente" versejada nos vossos blogues. Temos poetas populares ou não?

Que dores....

Ontem corri atrás da bola como se não houvesse amanhã, hoje percebi que o amanhã é terrivelmente doloroso isto porque, quase que rastejo para conseguir mudar as minhas coordenadas de localização geográfica.
 
Começo a achar que somos mesmo principiantes no jogo da bola pois, tivemos sorte de principiantes e ganhámos o "derby", fomos também principiantes e esquecemo-nos de um pormenor que faz toda a diferença quando se pratica qualquer desporto, os ALONGAMENTOS... pois, não fizemos, ficámos tão vaidosos com a vitória que, inconscientemente, até achamos que éramos imunes à dor!
Que grande inconsciência...diz-me hoje a minha consciência!

 

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Os professores são maus... para os alunos?

A greve de professores às reuniões de avaliações e aos exames nacionais tem dado que escrever e acredito que muito se tem teclado à conta deste assunto. Os argumentos pró e contra a greve têm sido esgrimidos pelos vários quadrantes da sociedade civil, tendo sido os professores portugueses apelidados de alguma irresponsabilidade e desrespeito pelo trabalho dos alunos, afinal de contas o que se diz é que os alunos são os maiores prejudicados e não deveriam ser.
 
Há coisas que me apetece perguntar:
- então, os professores agora não podem fazer greve? Eles são cidadãos de uma sociedade democrática ou não?
- dizer-se que esta greve prejudica os alunos, não me parece que traga  nada de novo, pois a natureza da greve não é perturbar? Prejudicar? Ou estarei enganada?
- e quem é que os professores poderiam prejudicar a não ser os alunos?
-"... e agora com a greve os alunos não fazem os Exames e não podem candidatar-se à Universidade..." exagero, não?
 
A Educação tem de ser um serviço público e quem melhor conhece este serviço, são os professores, por isso, sou da opinião  que quem trabalha "no terreno" deva lutar pela manutenção desse serviço, independentemente de politiquices e sindicalismos.

Venho da bola!

 
Estou quase a não poder com um gato pelo rabo (como mulher prefiro o gato)...

A manhã de hoje foi para ir "à bola", sim porque o que fiz no jogo amigável foi, mesmo ir à bola e não às pernas (somos todos muito dados ao respeito pelas canelas dos outros). Não marquei nenhum golo, tirei a rifa do lugar de defesa e honrei até à exaustão este meu estatuto, também fiquei (muito)contente por não pôr a bola na baliza da minha equipa.

Tenho a dizer que o resultado foi-nos muito favorável...ganhámos contra jovens muito habituados ao desporto rei.
Pronto, sinto-me "inchada" em sentido figurado, claro!

terça-feira, 11 de junho de 2013

Elixir da juventude

Há coisas que realmente me surpreendem, falo do que li no blogue Barriga Mendinha e fiquei estupidamente surpreendida com o facto.
Depois da criopreservação das células estaminais  (uma técnica que até merece a minha atenção), então não é que agora a última novidade na maternidade é, nada mais nada menos, que fazer da placenta um alimento a ingerir pelas proprietárias da dita.
Diz que faz bem à mãe, repõe os nutrientes perdidos durante a gravidez, melhora o processo de lactação e previne o envelhecimento, muitas vantagens, tenho a dizer. Mas também tenho a dizer que isto me deixa deveras nauseada e desculpem-me os mais dados a "experiências médicas radicais", mas entre isto e comer insetos, venham os segundos.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Dia de Portugal e da Comunidade Brasileira

E aí galera! Tudo legal?
 
Venho avisá vocês que devem aproveitá o fériado de hoje porque amanhã já é dia de trabalho. Sugiro que pegue o ônibus, o trem  ou o bonde e dê uma saídinha até um botequim, ser atendido com um "Diga lá meu Rei!, tomar um chopinho, um suco, um drink e porque não, comer um filezinho e fofocar um bocadinho.
 
Não esqueça o seu celular pois pode tá precisando de dar um alô p'ra alguém, não esqueça ainda a camiseta porque hoje está uma friaca e é melhó não arriscar um resfriado.
Quem sabe, você não encontra a Dilma nas compras, que está cheia da grana para gastar em produto português e convence ela, da bobagem que é investir em Portugal.

(Tou treinando o meu português brasileiro, porque em breve não sei o que me espera do outro lado do balcão nos CTT, na TAP e até nos ENVC)

sábado, 8 de junho de 2013

Ficarei e seremos "campeães"



Esta letra tem muita calidade e por isso, acardito que tem tudo para ser o novo Hino do Benfica!

A "seca" do jogo

 
Com este tempo fresco e com a chuva a marcar presença, ontem houve uma altura da noite em que a seca me fez esquecer a chuva. O jogo da Seleção Nacional com a Rússia foi uma autêntica "seca", que marasmo, que enfado...o que ainda me distraiu foi a "corzinha" que o Cristiano Ronaldo deu ao cabelo, aquelas madeixas que lhe ficam a matar...estou curiosa para o ver no estilo madeixa californiana.

Cheguei a pensar que a falta de energia e velocidade no jogo, pudesse ter a ver com falta de visão, isto porque, o CR7 esqueceu-se dos seus óculos nerd e, provavelmente, as lentes fazem-lhe impressão, para além de não terem tanto estilo... até porque não se veem!
 
Mas o motivo de o jogo ter sido tão secante deve ter outro, certamente o problema foi o esquema tático, o selecionador e a sorte, claro! Já me estava a esquecer deste fator tão importante no futebol!

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Por causa da chuva...põe-se o pé na poça


 
Lá diz a sabedoria popular que não se deve brincar com o fogo, acrescento que também não se deve brincar com a chuva, pois a Mãe Natureza pode rebelar-se ainda mais...

O meu antídoto para hoje


Vou compensar o cinzento do dia com o vermelho das cerejas, já que as preces ao S.Pedro têm caído em saco roto.
Seja feita a Sua vontade que eu vou fazer a minha...que é óbvia, não?

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Liebster award

 
Ainda sou "nova" nestas coisas da blogosfera, mas estou sempre recetiva a novidades, por isso  agradeço à Mente flutuante o convite para este desafio.

Vamos lá então:

Regras do jogo:
Responder a 11 perguntas feitas pela Mente flutuante.
Escrever 11 coisas sobre mim.
Fazer 11 perguntas
Passar a 11 blogs.
 
As perguntas da Mente flutuante são:
 
1 - nome
 
mmm's... que inclui o nome (feminino) mais português que há.
 
2 - idade
 
Tem mesmo de ser? Algures pelos 30. 
 
3 - localização geográfica à altura da resposta
 
Região centro de Portugal Continental.
 
4 - localizacao geografica desejada à altura da resposta
 
Dada a instabilidade climática, qualquer local com sol e calor seria agradável.
 
5 - estado civil
 
Solteira
 
6 - maior vicio
 
Café a meio da manhã e bolachinhas a qualquer hora (este é altamente controlado!) Ah! Era só um!!!
 
7 - 2 qualidades
 
Pontualidade britânica;
Consequente
 
8 - 3 defeitos
 
Muito orgulhosa; moderadamente impaciente; razoavelmente introvertida .
 
9 - animais em casa
 
Não tenho.
 
10 - à falta de animais na questão 9, ou querendo ter mais, animais desejados de ter em casa.
 
Como acho que os animais devem estar nos seus habitats naturais, dificilmente teria algum em casa.
 
11 - não vos parece um pouco maluquinho ter respondido a isto? :p
 
O pior vem a seguir...
 
E agora 11 coisas sobre mim: 
  1. Adoro a minha irmã...um exemplo de amor incondicional.
  2. Não gosto do pôr do sol, fico com uma sensação de "hoje foi o primeiro dia do resto da tua vida"
  3. Gosto de ovos cozidos e pão com cebola...eu sei que é estranho mas se tivesse que ir para uma ilha deserta seriam estes os alimentos de eleição.
  4. Gosto muito de pintura, enquanto espetadora pois sou uma nódoa no desenho.
  5. Não gosto de pessoas que falem aos gritos.
  6. Gosto muito de poder ensinar aquilo que sei e sentir que fui útil  a alguém.
  7. Não gosto de lavar a cabeça, em sentido literal da expressão.
  8. Gosto de música clássica e reggae.
  9. Não gosto de estacionar entre dois carros, pronto a verdade é que não me corre lá muito bem!
  10. Gosto de pensar no que vou fazer no dia seguinte, mesmo que não faça nada do que queria e tenha que alterar todos os planos. É uma forma de me organizar.
  11. Gosto que se lembrem de mim. (obrigada, Mente Flutuante)
As perguntas que faço são as mesmas da Mente Flutuante.
 
Deixo o desafio aos seguintes blogues que sigo e espreito com alguma regularidade :-)
 
Carpe diem - carpe diem to me
Dia-a-dia - Dia-a-dia
Passos de moda - Passos de moda
Rainha das insónias - Rainha das insónias
40...and fashionista. - 40...and fashionista
Jovem sonhadora - jovem $onh@dor@
a miúda dos saltos altos - a miúda dos saltos altos
Mariposa Colorida - E para que conste...
 
Aguardo notícias vossas. :)

Crianças ou monstros em potência?

As crianças são o melhor do mundo e tenho que concordar que sem elas isto não tinha graça nenhuma. Mas não posso deixar de me horrorizar com aquilo que também são capazes de fazer, não querendo com isto generalizar comportamentos. Refiro-me concretamente ao crime de violação cometido por três crianças (11, 12 anos), sobre uma menina de 12 anos, ontem noticiado.
 
Não sou pedopsicóloga nem tenho qualquer pretensão em encontrar argumentos sejam eles científicos, falaciosos ou de senso comum, que possam suportar estes comportamentos. Também não sou advogada para perceber todos os contornos legais que um crime desta natureza possa conter, nem tão pouco juíza para julgar os autores do crime. Mas sou uma cidadã que, profissionalmente, lida diariamente com jovens adolescentes e pré adolescentes e por isso, apercebo-me que a agressividade, a delinquência e a violência são a sua "bandeira" quando querem afirmar a sua posição e a sua pequenez de espírito.
 
É certo que sempre se viu os miúdos andarem à porrada, sempre fez parte dos seu desenvolvimento o problema é que a violência que se presencia hoje, assume contornos graves e com muitos requintes de crueldade que ainda assim, se reveste de impunidade, e os miúdos sabem disso...muito bem!
Para uma grande parte destes adolescentes, facilmente, os problemas se resolvem com um murro, um pontapé e três ofensas pessoais diretas ou indiretas e quando se lhes pergunta se valeu a pena agredir o colega partindo-lhe o nariz, respondem com o ego a transbordar de gáudio e sem ponta de arrependimento, que tem de ser e que quem não dá, leva dos outros.
 
Definitivamente,  parece que chegámos à selva, impera a lei do mais forte e atacamos para não sermos atacados. Mas o que me parece, muitas vezes é que nem selva podemos chamar a estes contextos, porque no mundo destes adolescentes a violência gratuita ganha diariamente terreno e na selva, ao que sei, os animais reagem em função do seu instinto de sobrevivência, quando esta está em causa. Não quero apontar o dedo a ninguém, mas de uma coisa estou certa, a genética não explica nem justifica tudo, para mim, a genética dá as cartas, o meio joga-as!

A taluda e a terminação

 
Lá se diz na gíria que os olhos são os primeiros a comer, e olhando para estes dois exemplares de Fragaria vesca, vulgo morango, o grandote é de facto mais convidativo. Mas, como as aparências iludem, garanto-vos que o pequenote, apesar de pouco formoso, fica a anos luz do grandote no que ao sabor diz respeito.
 
Pois bem, o morango grandote é made in supermarket o morango pequenote é made in my garden e neste caso, entre o morango taluda e o morango terminação,  prefiro a terminação que me traz certamente, mais saúde.


quarta-feira, 5 de junho de 2013

O desemprego é uma oportunidade...é para rir, certo?

Nos últimos tempos, tenho feito um esforço considerável por não ver os jornais diários dos canais portugueses generalistas, pois considerava e continuo a considerar, que o efeito é demasiado nefasto para a minha saúde mental. Mas, o descuido ontem foi grande, e por azar ligo a televisão e quem vi foi a pessoa que menos desejava ver: o "nosso" Primeiro Ministro, que discursava sobre o tema que, na minha opinião, marca os dois anos (só para relembrar, faz hoje dois anos que foi ganha a atual legislatura) de governo - o desemprego.
 
Dizia o Primeiro Ministro que o desemprego deve ser visto como uma "oportunidade para mudar de vida, de rumo". Fiquei estupefacta, para não dizer estupidificada com a revelação. Afinal os novecentos e tal mil portugueses desempregados, andaram a fazer uma coisa de que não gostavam e para a qual, nem tinham jeito nenhum. Resumidamente, a frustração cercava-os e eles nem se apercebiam disso...pobre gente!
Muitos dedicaram uma grande parte da sua vida a serem maus profissionais, a fingir que trabalhavam bem, que eram competentes, que sabiam o que andavam a fazer e acima de tudo a serem pagos imerecidamente... tudo isto porque ninguém foi capaz de lhes dizer aquilo que ontem foi profeticamente anunciado.
Felizmente, têm alguém que zela pelo seu bem estar, que os desengana e lhes "oferece" a oportunidade que lhes faltava para se sentirem realizados e serem pessoas de sucesso e acima de tudo, pessoas felizes.
 
Contudo, há ainda uma coisa que não consegui atingir, ou seja, por que é que os desemprego é um (grande) problema? Ou então o Primeiro Ministro estava a fazer uma piada com o assunto e isto é para rir, certo?

terça-feira, 4 de junho de 2013

Passatempo cá no sítio...a decorrer!



Continua o passatempo cá no sítio em parceria com a Brinco de Princesa.
Uma das minhas peças preferidas.. o pendente de "frutos vermelhos"...mas há mais aqui !

Relembro o que devem fazer para se habilitar a uma peça original:
- ser fã da página da Brinco de Princesa aqui ;
- ser seguidor do blogue Lavar a cabeça,
- construir uma frase, comentário, expressão usando Brinco de Princesa e Lavar a cabeça que deve ser enviada para a caixa de comentários a este post até às 23h59min do dia 7 de  junho (sexta feira).

Good luck!!!

Toca a emagrecer...

 
O governador de Penza, na Rússia, ordenou aos altos funcionários públicos da cidade das áreas da saúde e do desporto a emagrecerem, caso contrário serão despedidos.
Ordeno-vos a perderem 16 quilos em seis meses", declarou o ministro da Saúde, Vladimir Strioutchkov. "Se você não perder peso, se você não recuperar a forma, demita-se", acrescentou. A medida não exclui o vice-diretor da comissão de Desporto da região de Penza, Vladimir Joutchkov. http://expresso.sapo.pt/altos-funcionarios-publicos-de-cidade-russa-obrigados-a-emagrecerem=f811537
 
Ora, com a avalanche de despedimentos de funcionários públicos em Portugal que se aproxima, acredito que estes estariam dispostos a perder peso, sob pena de não irem para a rua. Se assim fosse, era vê-los a fazer fila na farmácia a correr atrás da Depuralina ou para os mais resistentes, Xenical. Acredito também, que com a falta de medicamentos nas farmácias portuguesas a missão emagrecimento estaria fortemente comprometida.

Se o governo português seguisse o exemplo dos russos, ao invés de termos um funcionalismo público emagrecido, teríamos funcionários públicos a desfilar em passerelles...bem mais agradável às vistas!

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Blogue em pausa...a culpa é da náusea!


A náusea fisiológica é, hoje, um estado que me assiste e MUITO!
 
Os meus amiguitos ovos, não foram amigos...estamos de relações cortadas. Podia dar mais pormenores (mas não é necessário nem elegante), além disso, a náusea está a agravar-se e a minha rota está traçada para uma divisão da casa...

domingo, 2 de junho de 2013

Passa ao outro e não ao mesmo!


Finalmente, no hóquei salvámos a honra do convento... Benfica: Campeões da Europa!!!!!!
Desta vez, passámos ao outro e não ao mesmo...

Piada italiana mas aplicável aos...

...políticos portugueses
 
(...) Um homem pobre vai todos os dias à igreja rezar diante da estátua de um grande santo, implorando: ' Querido santo, por favor, por favor, por favor...dá-me a graça de ganhar a lotaria.'
Este lamento continua durante meses. Por fim, a estátua exasperada ganha vida, olha para ele e diz com um ar fatigado: 'Meu filho, por favor, por favor, por favor...compra um bilhete.(...)
Elizabeth Gilbert, Comer Orar Amar, Lisboa, Bertrand

sábado, 1 de junho de 2013

Há feira na quinta

Para crianças e adultos que gostam de animais vale a pena a visita à Feira Agrícola a decorrer em Alcobaça na Escola Profissional de Cister.

Aqui fica uma amostra do que por lá se encontra...

 
As relíquias da casa... 
 


As éguas com as suas crias...


 O pónei preto...descabelado                    Passeios de charrete para as crianças (ou adultos magrinhos)
 
 
 
 
 

 
 A "grande" mãe e os seus porquinhos....

 
A qualidade e beleza dos legumes do oeste...

 
 
Pão de Alcobaça...                                              Maçã de Alcobaça e a famosa Pera Rocha...

 



Vinho da "casa" - EPADRC  e Ginja de Cister