sábado, 29 de novembro de 2014

Sabor a sábado #64



Atrasei-me... Mas já cá está!
Regueifa de baunilha e chocolate para uma "ceia" tardia...
Bom sabor a sábado!

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Uma brincadeira atual...


Imagem retirada do Facebook da RFM

Onde é que se portaram mal? Confessem lá...

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Não gosto disto!

Como diz, em boa verdade, uma cantora jurássica da música portuguesa romântico/lamecha, sra. dona Ágata, hoje em dia há mais cantores do que público. Concordo inteiramente com o seu dizer, pois basta olharmos para a programação dos nossos canais televisivos generalistas para nos apercebermos disso. Eles são homens, mulheres, novos, velhos, eles cantam pimba português, pimba inglês, fado e a partir de hoje, quiçá,  arriscam o cante alentejano.
No meio de tanta cantoria, o que realmente me causa alguma espécie é o facto de proliferarem no palco do show business cantores de palmo e meio a interpretarem canções que exigem uma maturação da voz que ainda não têm e mais grave ainda, a exploração emocional a que estas crianças estão sujeitas. Como crianças que são, criam expetativas elevadíssimas relativamente a momentos efémeros de pseudo fama que, na sua maioria não passam mesmo de momentos pois a queda do palco é rápida é dura para mentes pouco habituadas ao fracasso e ainda menos para saber lidar com ele... Eis, então o momento das lágrimas e da choro infantil antes esquecido por elogios rasgados de adultos infantilizados.
Tudo isto me incomoda, mas ainda me incomoda mais perceber que por detrás destas crianças há toda uma máquina que instrumentaliza as emoções destas crianças em prol de interesses produtivamente financeiros... 
Nesta máquina, os pais são o grande combustível que a alimenta desenfreadamente... Não gosto disto! 

terça-feira, 25 de novembro de 2014

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Homem que faz parar o trânsito...

Isto de serem só as loiras bem adornadas, de lábios cerise e peitorais a transbordar, a fazer parar o trânsito pelas ruas de uma qualquer cidade, já era!
Agora há um homem capaz desta proeza, não é loiro, não se lhe conhece um particular gosto pelo batom cerise e claramente, "sai ao pai"... Mas fez parar o trânsito na Rua Braamcamp! 
Conseguem adivinhar? 

O meu apelido é mais bonito que o teu! #2

O aquecimento lá de casa não funciona?
Fulano tal Trocas Caldeira!
Assunto resolvido!

domingo, 23 de novembro de 2014

Simmmmm

Caía água que Deus a dava...
Duas gaiatas conversam:
- Então, não vês que está a chover e vens de sabrina aberta à frente?
- Simmmmm. Mas tenho umas meias grossas por baixo!

Simmmmm, isso faz toda a diferença, digo eu!

sábado, 22 de novembro de 2014

Sabor a sábado #63




Para um lanche guloso ou para um serão quentinho, nada melhor do que isto: bolinhos de queijo creme e chocolate a acompanhar um chocolate aconchegante.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Mudei... E muito.

Há muitas coisas que nos fazem esquecer a idade, mas há outras tantas que nos lembram dela...
Agora, neste exacto momento tenho essa experiência, bebo café e ouve-se pelas paredes deste espaço as "minhas" músicas, aquelas que tocavam na rádio quando era uma adolescente que acreditava que o mundo era justo.
Hoje, agora, neste exacto momento já não sou uma adolescente, nem tão pouco acredito que o mundo possa um dia, ser justo... Mudei!
Bom dia!

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Não há três sem quatro...


Gustav Klimt
Dizem os especialistas nestas coisas dos afetos, que precisamos de quatro abraços por dia para sobreviver e doze para crescer.
Bom, como não me parece que vá crescer mais, contento-me com os quatro abraços...
Porque hoje ainda não os recebi e pode estar em causa a minha sobrevivência, ofereço-vos o meu abraço e digo-vos:

Dá-me um abraço que seja forte
Que me conforte, sem apertar...

terça-feira, 18 de novembro de 2014

É p'ro menino, p'ra menina e para todos...

Hoje em dia tudo se vende e tudo se compra, não faltando por aí sites onde as vendas se materializam e constituem para compradores e vendedores boas oportunidades de negócio que permitem rendimentos extra. Até aqui nada contra, cada um vende o que quer e compra o que pode, mas o que realmente me causa algum incómodo é a forma como essas transações se efetivam, uma vez que não há qualquer controlo por parte de quem gere esses sites, no sentido de fidelizar a origem do produto que se vende.
Esta minha preocupação prende-se com uma situação recente, que experienciei indiretamente e que me levou a questionar a forma de operacionalizar as vendas. Quando querivebder um produto utilizando um site como "loja" apenas tenho que me registar e publicar o artigo, processo este que ocorre quase em simultâneo... Fácil, portanto!
Conto-vos então o seguinte caso: uma jovem teve uma indisposição numa loja de dimensão considerável, numa grande superfície. Essa indisposição implicou um episódio de desmaio e naturalmente que perante a situação, não faltaram ajudas de quem estava por perto. Quando voltou a si deu por falta do seu iPhone. Novamente, as ajudas se apressaram na tentativa de encontrar o equipamento, mas sem sucesso. No dia seguinte, essa mesma jovem resolveu consultar um desses sites de venda de tudo e mais alguma coisa, direcionou a sua pesquisa para iPhones à venda... Teve uma surpresa que era mais ou menos expectável... Teve fortíssimas certezas suspeitas de que o seu equipamento estava ali mesmo à venda, pois a descrição do equipamento, acompanhada de fotografia, correspondia ao seu, perdido no dia anterior... Dizia o vendedor que o equipamento estava sem código para desbloquear, sem carregador e vendia também a bolsa de proteção... Aquele vendedor tinha o mesmo bom gosto da jovem, a bolsa era igualzinha! 
Não me alongo mais no assunto, até porque as diligências feitas posteriormente, não implicaram a recuperação do equipamento. Contudo, aquilo que apenas quero ressalvar é que a forma fácil como se vende um qualquer artigo na internet, pode ser, sem dúvida um incentivo ao furto. Seria recomendável uma maior atenção por parte de quem gere estes serviços... Digo eu! 

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Só não gosto do fundo preto...


Retirado do Facebook
... de resto, vale a pena pensar nisto... (já pareço o sr. da RFM!)

domingo, 16 de novembro de 2014

sábado, 15 de novembro de 2014

Sabor a sábado #62



Costumo fazer esta salada de milho, alface, tomate, frutos vermelhos, milho e azeitonas no verão, contudo nestes dias mais frios acompanha muito bem com uma carne estufada bem condimentada... Um bom contraste de quente e frio.
Bom sabor a sábado! 

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Pérolas da língua portuguesa #31

Não fica nada bem tecer considerações sobre uma membra da administração, pois não? 
Claro que não, ainda por cima quando a mesma não se pode defender... com os seus membros!!!

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A ocidente nada de novo...

Peço desculpa por estar a escrever umas linhas sobre um assunto recorrente aqui no tasco, refiro-me em concreto ao ambiente escolar, mas na verdade este universo carregado de intelectualidade é riquíssimo e por vezes, tão esclarecedor a nível sociológico.
Ouvi recentemente uma senhora professora, de Língua Portuguesa e sublinho de Língua Portuguesa, comentar em tom de lamento com outra sra. professora, a falta de vocabulário e desconhecimento do significado de determinados conceitos ou vocábulos por parte dos seus alunos em particular, e de uma forma geral, de todos os outros. 
A sra. professora de Língua Portuguesa, muito incomodada, para não dizer escandalizada com este baixo nível de sapiência dos alunos, até exemplifica, dizendo que um dos seus alunos não sabia, vejam só, o que significava a palavra "ocidental". Como professora de Língua Portuguesa, reiterava ela, é sua obrigação clarificar o conceito, e eis que lhe diz:
- Então não sabe o que é ocidental? Não se lembra da expressão ocidental praia lusitana? Ocidental é ocidente.
BOA!!!! Digo eu! 
O aluno não sei o que disse...

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Amor socrático


Imagem retirada go facebook
Estes professores não apreciam a criatividade dos nossos alunos... Mauzões! 
Há imagens que valem mais que mil palavras e neste caso, é evidente que Sócrates ama a Filosofia e têm uma relação linda, ou não têm? É certo que não se trata de um amor platónico, mas é socrático...

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O meu apelido é mais bonito que o teu! #1

Hoje inauguro aqui no tasco uma nova rubrica...
Vamos "falar" de apelidos, até aposto que não têm apelidos mais bonitos que os "meus"?
Ora vejam lá este:
fulano tal Piteira Cheira!
Cheira-vos?

sábado, 8 de novembro de 2014

Sabor a sábado #61




Como forma de agradecimento pela vossa presença, convido-vos a servirem-se de uma fatia de bolo de anos. 
Bolo com essência de baunilha e recheio de creme de framboesa.
Este bolo tem uma particularidade, é uma réplica do bolo do meu primeiro aniversário com a diferença de que era decorado a rosa bebé... Agora foi rosa velho! Percebe-se o porquê?
Bom sabor a sábado! 

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Pequenino, pequenino...

Diz um jovem adolescente num tom expedito:
"Sabe, continentes não há! Há o continente..."
(Será que está a falar do hipermercado?)
"Só há um continente, o Mundo...países é que há muitos!"
Pois claro, a globalização é maravilhosa e bem vistas as coisas, o mundo é mesmo uma aldeia...pequenino, pequenino!

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Pobreza de valores

A mudança de hora já la vai há uns dias, mas ainda assim, continua a ser motivo de observações, principalmente quando não se tem nada para dizer é o que importa é manter conversa.
Pois bem, até tenho mais coisas para dizer para além de falar da mudança da hora, contudo agora falo dela. E falo dela, a propósito de uma dessas conversas pobres em assunto que há dias tive num momento de fraco entusiasmo dialógico. A minha interlocutora opinava sobre o assunto é dizia com um ar de satisfação escarrapachado no rosto, de que preferia o horário de verão, no entanto o de inverno também não lhe causava transtorno, uma vez que ao fim da tarde, altura em que a noite cai e nos faz pensar que são dez da noite, já estava em casa. Por isso, para ela estava bem pois o aconchego do lar estava garantido... 
Perante iso só me apraz dizer uma coisa: cambada de egoístas, é o que é... Pelas banalidades se vê o carácter desta "gentinha"!

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Cresçam e deixem crescer



Imagem retirada do facebook
Imagem retirada do facebook
Imagens de gente miúda com ar de graúda é coisa para me causar umas certas erupções no maior órgão que possuo, falo da pele, pois o meu coração ultrapassa essa grandeza epidérmica.
Não consigo perceber qual é a piada em vestir crianças como se fossem adultos, chego a achar esta tendência completamente descontextualizada, para não dizer ridícula, mesmo! Longe vão os reinados em que as crianças eram adultos em miniatura.
Parece-me, no entanto, que esta medrança assume contornos ainda mais gravosos quando não se fica somente pelo aspeto físico e se força todo um desenvolvimento cognitivo equiparado ao dos "crescidos."
Haja lucidez... Porque se assim não for, haja psicólogos! 


terça-feira, 4 de novembro de 2014

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Faça favor, sr. outono!

Hoje sim, é outono...
Até ontem tive a ligeira impressão que ainda estava no final de verão, tanto assim era que, o meu tempo psicológico encerrava-me em setembro ao ponto de não conseguir distinguir decorações de Natal, de decorações para festas populares de natureza religiosa.
Um destes dias, mais precisamente no final da semana passada, reparei que havia arcos de festa nas ruas. Pensei para mim mesma que não me lembrava que houvesse festa por esta altura, mas pensei também que devia andar distraída quanto ao calendário festivo... 
Ora se andava, pois só hoje me apercebi que os arcos decorativos que tinham sido postos na rua, eram  sem tirar nem por, a decoração de Natal... Este meu tempo psicológico estava tão distante do cronológico que ainda corria o risco de pensar que estava de férias e esquecia-me de ir trabalhar. Felizmente, a chuva evitou danos maiores... Lembrou-me que o outono ainda é rei e senhor! 

sábado, 1 de novembro de 2014

Sabor a sábado #60





Acho que ainda vai a tempo para a sobremesa do almoço. Se já for tarde, fiquem com ela para o jantar... Pudim caseiro de caramelo!
Bom sabor a sábado!