quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Não há três sem quatro...


Gustav Klimt
Dizem os especialistas nestas coisas dos afetos, que precisamos de quatro abraços por dia para sobreviver e doze para crescer.
Bom, como não me parece que vá crescer mais, contento-me com os quatro abraços...
Porque hoje ainda não os recebi e pode estar em causa a minha sobrevivência, ofereço-vos o meu abraço e digo-vos:

Dá-me um abraço que seja forte
Que me conforte, sem apertar...

8 comentários:

  1. Recebo e retribuo um grande abraço com muito carinho...Bjs :)

    ResponderEliminar
  2. Aqui vai o meu bem apertadinho...senti o teu.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. O teu foi o único que recebi hoje e quiçá será o único durante a semana! Aqui vai também um apertadinho

    ResponderEliminar
  4. Um abracinho para ti também ;)
    Bj S

    ResponderEliminar
  5. Um abraço pouco apertado para não molestar os pulmões.

    ResponderEliminar
  6. Retribuo o abraço, e questiono-me... como atingi 1,70m?!

    ResponderEliminar