sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Isn't it cute? #9


Casaco Stradivarius/cachecol Benetton
Uma peça que ajuda a contrariar o cinzento dos dias, ainda que combinada com cinzento, se obtenha bons resultados e o melhor é que é muito quentinha.
Hoje, foi assim...

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A depressão é só para quem pode

Há por aí alguém deprimido?
Pois bem, a solução parece ser uma ida às compras segundo o que afirma um grupo de psicólogos norte americanos... aviso desde já, que os mesmos não apresentam um plano B, caso o problema depressivo esteja associado à falta de liquidez financeira. Se for esse o caso... há que aguentar.
Perante isto, só me apetece dizer que a depressão é só para quem pode!

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Estará a germinar um novo mapa cor de rosa?

O poder local está de parabéns, em particular a autarquia da cidade de Tomar, isto porque a autarca decidiu dar tolerância de ponto a todos os funcionários na primeira segunda-feira de cada mês durante 2014. Esta decisão surge como uma forma de compensar os funcionários públicos pelos cortes salariais impostos pelo governo aos que aufiram um salário igual ou superior a 675€ (uma fortuna, como é evidente e que quase leva à dificuldade em encontrar maneira de gastar semelhante pecúlio... adiante!). Garante a autarca socialista que tal decisão não compromete a eficácia dos serviços como proteção civil, recolha de resíduos ou atendimento ao munícipe, uma vez que quem trabalhar na segunda-feira, gozará a folga num outro dia.
Parece-me  uma medida positiva pois sempre defendi que a quantidade não é sinónimo de qualidade e, para além disso, um trabalhador motivado produz muito mais... Assim se espera! 
Quem sabe se isto não pega moda no mapa cor de rosa autárquico!

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

"Kalma" bo...



O que eu me ri com estes dois... Tive que "ter kalma" para conseguir parar de rir!

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Sou uma sortuda!

Há episódios que me deixam completamente boquiaberta, dada a desfaçatez de certe gente. Há dias tive a penosa tarefa de receber um deputado da Assembleia de República, que por acaso, até é membro do governo, no meu local de trabalho. O sr. deslocou-se-se à instituição pública onde trabalho para aí protagonizar uma palestra subordinada a temas sociais e assuntos afins. No final, coube-me também (sou uma mártir, como podem perceber!), o dever de integrar a comitiva e assim tive a oportunidade de fazer conversa com o dito. Pois bem, após dois dedos de conversa sobre o estado da nação, sua excelência confirma o estado deprimente da empregabilidade em Portugal e tem o atrevimento de me dizer que eu, que estou a trabalhar umas boas, consideráveis, léguas longe de casa que tenho muita sorte em ter trabalho! Whatttt? Sorte? Então o trabalho não é um direito consignado na Constituição da República Portuguesa, então andei cinco anos a "queimar pestanas", uma família e um estado a investir na minha formação, trabalho e cumpro ordens, para não falar da precariedade laboral... e ainda tenho SORTE! 
Perante tal atrevimento, fiquei com todas as palavras a querer saltar da minha boca para fora, completamente entalada por impropérios condizentes com tal enormidade que acabara de ouvir... Tive que garrotear toda a verbalização inflamada que queria jorrar fora de mim, pois tendo em conta o espaço e a qualidade em que me encontrava arriscava a minha sorte. Estivesse eu fora de portas e fosse eu uma mera cidadã, o meu discurso seria outro, pois SORTE tem sua excelência e tantos outros que parasitam em torno de um pote que se enche à custa de gente como eu, que trabalha e que mensalmente desconfia do estado dos seus bolsos... Será que estão rotos? 

Será que vem?

Não sei se não terei neve para vos mostrar... nestes dias! Fiquei com essa impressão ao ver limpa neves, camiões de espalhamento de sal e painéis informativos com previsão de neve, ao longo da estrada que me trouxe até ao cimo do país... 
Confesso que não nada contente com a previsão... a ver vamos! 

domingo, 26 de janeiro de 2014

sábado, 25 de janeiro de 2014

Sabor a sábado #23




Para hoje, aqui está a minha sugestão... Rosca de coco.
Trata-se de um bolo bastante substancial, uma vez que é feito com massa lêveda, recheada com creme de coco, enrolada em roscas individuais que, posteriormente se colocam bem juntinhas numa forma e depois.... forno com ela! 
E aqui têm o resultado! 
Bom sabor a sábado...




sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Voltar ao sítio onde fomos felizes? Sempre!

Diz-se comumente que não devemos voltar aos sítios onde fomos felizes. Pois bem, não concordo nada com esta afirmação até porque a minha experiência assim o diz. 
Hoje tive a oportunidade de voltar a um local onde fui muito feliz e volvidos, cerca de dois anos voltei a ser muito feliz nas duas horas que la estive. Reencontrei gente que gosto, gente que me mimou, gente que me valorizou, gente que me respeitou, gente que não se esqueceu de mim e que continua a fazer com que me sinta "em casa", gente que me fez bem e que hoje me voltou a fazer muito bem... feliz! 
Quando há dois anos saí desse sítio onde fui feliz, saí de forma dolorosa, difícil e com um misto de sentimentos que oscilaram entre a revolta e a expetativa de alargar os meus horizontes profissionais. Fiz o luto necessário que implicou algum distanciamento físico das pessoas que lá deixei. A melhor forma de secar as lágrimas e sarar as feridas era o afastamento... Assim foi! 
Hoje, tive a certeza que as feridas estão cicatrizadas e voltei a ser feliz num sítio onde sempre fui muito feliz... E, como diz o povo, o bom filho à casa torna. Voltei, ainda que de visita, mas voltei! 

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Pérolas da língua portuguesa #11

Não se trata, em bom rigor, de uma pérola... é mais uma confusão dadas algumas semelhanças fisicas, note-se, e uma proximidade espácio temporal.
Uma jovem, a meio de uma conversa sobre racismo e apartheid, afirma:
Nunca percebi o porquê de lhe chamarem Pantera Negra?
Eu falava de Nelson Mandela... naturalmente!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Será um avião que se aproxima da estrela?

Diz a etiqueta que numa cerimónia, em particular num casamento nenhum convidado deve brilhar mais que a noiva. Ora, temos na história recente uma situação que violou esta regra, refiro-me à " piquena" que é irmã de Kate Middleton e que teve o atrevimento de se destacar esteticamente e, como tal, foi mais badalada em termos de revistas cor de rosa do que a própria irmã, a noiva portanto! 
Mas, estas coisas não acontecem só em terras de Sua Majestade, em terras de Camões as almas lusas também desferem atrevimentos e ofuscam a maior estrela do futebol da atualidade, o premiado, galardoado e condecorado Cristiano Ronaldo. Ao que parece, quem ganhou luz própria foi uma jovem assessora do Presidente da República que se fez notar quer por se fazer à fotografia com o melhor do mundo, quer do alto da sua mini saia e assim usurpar algum protagonismo à estrela condecorada pelo chefe de estado. 
Uma coisa é certa e, independentemente do sentido de oportunidade, protocolo ou dress code para cerimónias de Estado, uma mini saia continua a fazer milagres e ainda por cima está na moda. 
Vamos ver se a Irina, entretanto, não sente o peso de uma bota de ouro e a D. Dolores deixa de ter a barreira linguística no entendimento com a "nora"... O importante é que Deus nos dê gente com quem agente se entenda...

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

O tempo do amor

Ontem falei de paixão, ainda que numa perspetiva de durabilidade. Hoje falo de amor e também numa perspetiva de durabilidade. Pois bem, hoje é um dia muito importante para mim, pois foi há uns anos, neste mesmo dia, que a minha vida ganhou realmente sentido pois aconteceu-me a coisa mais maravilhosa que se pode ter, uma irmã. Hoje é o dia do seu aniversário e a par de uma alegria imensa convive amargamente um enorme sentimento de revolta, pois este país que nos viu nascer, que nos deixou crescer juntas é o mesmo que nos separou, o mesmo que nos impede de estarmos juntas, de lhe dar um beijo, de lhe dizer o quanto gosto dela... Pelo menos hoje.
Mas, ainda assim a alegria é o sentimento que hoje prevalece e que, de certa maneira me impulsiona a abrir o coração e partilhar com quem me lê o maior dos sentimentos que se pode ter por alguém. O meu amor fraterno não tem tempo, não tem lugar, é incondicional pois, pela minha irmã sou capaz de mover não só as montanhas como toda a cordilheira montanhosa de uma vez só. Quero para ela mais do que para mim, a sua felicidade é a minha felicidade, as suas tristezas são as minhas angústias, os seus sucessos são as minhas vitórias, a sua vida não é a minha vida, mas a maior parte da minha vida. Por isso, o dia é dela e as palavras são minhas, mas são para ela... Obrigada por te ter, obrigada por existires... A partir desse dia a minha vida nunca mais foi a mesma, foi, é e será muito mais feliz.
Obrigada aos nossos pais pela fantástica ideia que tiveram! 
Parabéns, minha querida maninha! 

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Blue Monday?

Parece que hoje é o dia mais triste do ano... Blue Monday
Parece que a terceira segunda-feira do mês de janeiro é a mais triste, chegando-se a esta conclusão através de uma equação que encerra três variáveis: a meteorologia, as dívidas e gastos decorrentes da quadra natalícia e a alimentação menos cuidada e também rescaldo das festividades do Natal. O psicólogo promotor desta teoria, recomenda que neste dia as vestimentas sejam coloridas para contrariar o estado de espírito.
Ora, posto isto tenho a dizer que esta recomendação não foi por mim executada e talvez por isso, o dia tenha ficado a dever muito pouco à alegria... a alegria que agora me assiste, é saber que já só faltam 28 minutos para o fim de Black Monday ( azul é uma cor demasiado tranquila para expressar o negro deste dia).

O tempo da paixão

Dizem os entendidos nas questões da paixão, designadamente nos processos fisiológicos a ela associados, que a paixão demora (e isto é uma hipérbole) um quinto de segundo a acontecer. Deve ser por ser tão rápida a acontecer, que dizem que é efémera... Provavelmente, apaixonamo-nos e desapaixonamos-nos e nem damos por isso.
Oh! Sentimento indomável! 

p.s. Não, não estou apaixonada.

domingo, 19 de janeiro de 2014

Tufão, o cão sensação

Tufão 
Sim, é ele mesmo o cão mais famoso do mundo e arredores - Tufão - aquele que tem um rol de seguidores e fãs  por essas redes sociais fora... Ah! E também teve direito a destaque especial na revista Times tendo sido considerado por esta como o cão mais cute sobre o qual nunca ninguém tinha ouvido falar.
Como por vezes, sou desligada da vida das estrelas racionais e irracionais, só hoje soube que este exemplar pertence a uma jovem apresentadora de televisão que o tem há cerca de onze meses. Na verdade, achei o animal muito bonito e pelo que soube, a teimosia é proporcional à sua fofura... Parece que esta raça, Chow Chow, originária da Mongólia se caracteriza pela independência em relação ao dono, não é portanto, um cão "melga" ou tipo " lapa"... Contudo, penso que há que ter um cuidado especial em relação a esta raça de cães, caso se tenham crianças que gostem de futebol... facilmente se confunde com uma bola... de pêlo!

sábado, 18 de janeiro de 2014

Sabor a sábado #22

 
Volvidos já quinze dias após as festas que nos deram cabo da linha, do colesterol, da glicémia e assim por diante e tendo em conta as desintoxicações que se têm feito por aí com os quatro elementos, um por cada semana, penso que hoje já se justificou um almoço assim.
Mesmo que não esteja justificado, foi este o almoço e tenho a dizer que o arroz de marisco estava divinal.
Bom sabor a sábado!

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Todos os nomes

Aqui há tempos ficámos a saber que os nomes mais escolhidos em Portugal para começar a construir a identidade dos recém nascidos, foram Maria e Rodrigo. Nomes nada elaborados e sem estrangeirismos e invenções lunáticas... A propósito de nomes... Conheço uma família em que o pai se chama Óscar e as três mulheres da casa são Núria, Petra e Cibele, respetivamente filhas e mãe... Confesso que me causa muita estranheza estes tipos de nomes, o do pai só me lembra nome de gato e cinema, os das filhas não me lembram nada, pois não os consigo associar a qualquer conteúdo, já o da mãe está para mim irremediavelmente, conotado com vernizes para as unhas. 
Tinha graça se o meu nome próprio também fosse estranho, não?  
Mas sou portuguesa e o M... está lá, no meio de todos os nomes e apelidos.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

O tamanho não importa


A amizade não tem tamanho...
Uma história de amizade e partilha que faz as delícias de todos, até mesmo dos menos sensíveis.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Recalcados ou desculpados?

Retirado do Facebook 
Parece que o Freud estava coberto de razão... a infância explica tanta coisa! 

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Agradeço a compreensão!

Agora que o blogue fez um ano parece que está mais ou menos votado ao abandono por parte da sua tutora. Sim, porque não estamos a falar de um aniversário correspondente à emancipação e por isso, um blogue com um ano ainda não ganhou a independência nem a maioridade que lhe garanta a auto-suficiência.
Pois bem, a minha ausência por aqui e pelos vossos espaços, caros leitores e seguidores,  nada tem a ver com  "ressaca" festiva de " pseudo" aniversariante, o motivo é outro e é de natureza profissional. Tenho em mãos alguns projetos que têm absorvido a quase totalidade do meu tempo e, como tal, tenho-me visto impossibilitada de manter uma atividade mais regular por aqui e por aí... 
Amanhã será outro dia e será também o dia em que ganho mais um pouco de tempo para retornar a atividade blogueiro.
Grata pela compreensão! 

Ronaldooooo! Ah! Ah!

Soberbo...
Indicado para problemas de indigestão... A prescrição com Rennie! 

Que peso...

Obrigada, meus amigos! 
Os parabéns ao Lavar a cabeça foram quase tantos, quantos os que recebo pelo meu aniversário... Fico-vos grata por me lerem, espero continuar a merecer as vossas palavras. Uiiiii! Já me estão a doer os ombros com o peso da responsabilidade...

sábado, 11 de janeiro de 2014

Hoje é dia de festa...

Os primeiros...
O Lavar a cabeça faz hoje 1 ano e por isso, tal como vos pré anunciei ontem, hoje é dia de festa, cantam as nossas almas, para o menino lavar a cabeça, uma salva de palmas... Eh! Eh!
Confesso que andei toda a semana a pensar na forma de comemorar esta efeméride, ponderei algumas alternativas, desisti de outras e com tanta cogitação em torno do assunto, acabei por ficar com uma mão cheia de nada e outra cheia de coisa nenhuma...
Queria oferecer aos meus seguidores e leitores algo de original, estrondoso, extraordinário, colossal... Uma coisa em grande, portanto!Pensei em sortear um apartamento, mas tinha um problema, designadamente o sítio a escolher e uma vez que só esta semana, se ficou a saber quais as autarquias que oferecem o IMI mais baixo, já não tive tempo de contactar as imobiliárias. Pensei também em sortear um automóvel, mas podia ser acusada de falta de originalidade, pois o governo já tinha pensado nisso antes. Pensei ainda, em ativar uma linha telefónica, daquelas dos concursos da televisão, mas para além de ser muito visto, implicava um investimento da vossa parte e eu, sou daquelas que defende que quando se oferece não se espera nada em troca. Restava-me ainda uma alternativa, fazer uma festa cá em casa para todos vocês e assim ficava já com conteúdo para o Sabor a sábado, mas lembrei-me que a maioria das pessoas está de dieta durante o mês de janeiro...
Pois bem, esgotadas as minhas alternativas só me resta dizer como surgiu este modesto e pequenino ( como a dona) blogue. Há um ano não sabia nada de blogues, não sabia como se fazia um blogue e também nunca me tinha passado pela cabeça ter um blogue. A madrinha deste projeto, a CS (nem ela sabe que é a madrinha), é a responsável pelo conceito falou-me nisso e no mesmo momento se ligou o computador e se começou a projetar a coisa... Faltava o nome para o blogue, pensei, repensei e voltei a repensar, mas estava com pouco tempo para discutir esse assunto, pois tinha uma tarefa trivial para fazer: lavar a cabeça...penso que já perceberam a razão de ser do nome do blogue, pelo menos a mais prática, pois a expressão presta-se a outras interpretações que desejo manter. E assim comecei a escrever uma coisitas, e a ler e a gostar de muitas coisas neste mundo da blogosfera. 
Balanço? Muito positivo, essencialmente a nível pessoal. Sinto que conheço um bocadinho as pessoas que cá vem e que eu visito, partilho as suas alegrias, choro com as suas tristezas e acima de tudo, gosto de sentir a vossa presença... Com o blogue, tornei- me uma pessoa muito mais atenta aos outros e àquilo que se passa à minha volta e acho que esse foi um dos grandes ganhos que este blogue me trouxe... Pronto! Esta é a minha veia lamecha...
Posto isto, vamos aos agradecimentos...
CS... Obrigada pela iniciativa, força e críticas (às vezes não és nada meiga...)
Aos meus seguidores e leitores pela fidelidade e paciência para me lerem...
Obrigada a mim, também! 
Isto sem NÓS não tem graça nenhuma... Desculpem o lugar comum! 

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Sábado!

Eu sei que hoje não é sábado. Amanha sim, é sábado e é também dia de festa...
Conseguem adivinhar o motivo?

Autoridade desautorizada


A palavra da autoridade vale o que vale... E vale para quem vale...
E assim vamos indo! 

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Femme

Não se pode escrever nada com indiferença.
Simone de Beauvoir

Dois dos meus existencialistas prediletos... e aos quais não sou indiferente!
Mas hoje, a homenagem vai para Simone de Beauvoir (Paris, 9 de janeiro de 1908 - Paris, 14 de abril de 1986), a qual admiro não tanto pela sua vertente feminista mas sim pela filosófica. 

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Sempre com o sapato a brilhar

Tenho que pensar seriamente em enveredar pela carreira política, hoje durante a tarde fui tomar um chazinho à pastelaria cá do sítio e, apercebi-me que na mesa ao lado estava o Presidente de Câmara, tal não era o continuo de cumprimentos que de minuto a minuto lhe eram endereçados. Mas não é por este motivo que me assaltou a ideia da política, a justificação não tem que ver com o facto do senhor passar a tarde a receber cortesias... Quando cheguei já estava alapado na cadeira almofadada e lá continuou... enquanto eu fui à minha vidinha.
A vida de político é cansativa? Não, a deste pelo menos é bem sossegada, para além disso tem sempre os sapatos bem engraxados... Convém referir que este não é um veterano nas lides políticas da Polis e como tal, ainda parece ter a ficha mais ou menos limpa...

Se me falha a memória...



José Sócrates afirmou que no dia do jogo entre Portugal e a Coreia em 1966, designadamente no dia 23 de julho (sábado) ia para a escola e Portugal estava a perder... Quando chegou, ganhava.
Aulas ao sábado? Aceito. Também as tive, mas no ensino preparatório.
Aulas ao sábado à tarde? Desconfio. Só me lembro de ter as manhãs ocupadas com a instrução escolar.
Aulas em finais de julho? Duvido. Não tenho memória de um calendário escolar tão alargado.

Mentiras ou falhas de memória?
Da minha parte, garantidamente verdade.
Da parte de José Sócrates... Decida o leitor.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Estudos há muitos...caros noivos!


Desta vez  o estudo versa sobre pedidos de casamento...
Uma empresa britânica de eventos revela que 15% das mulheres britânicas inquiridas gostava de ser pedida em casamento através de meios tecnológicos, estando as redes sociais a encabeçar a lista. Acrescenta o estudo, que o dia preferido para ser pedido em casamento é a véspera de Natal e quem toma a iniciativa são a mulheres.
Perante isto, é caso para dizer que o romantismo está enfermo e resta saber se os casamentos não serão como os amigos do Facebook e afins... virtuais. Duvido também que o melhor dia para casar seja o 31 de julho...  porque depois entra agosto... Como diz o Quim Barreiros.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Gargalhada ilógica

"Era meia-noite quase 10 horas, quando o surdo escutou o mudo dizer que o cego viu o aleijado a correr atrás de um carro parado ! E ali perto, a 200 km, num dia frio ( de 35 graus positivos ) em que o sol iluminava a pálida noite, uma velha de 15 anos sentada num banco de pedra, feito de madeira, dizia calada, que preferia morrer do que perder a vida ..."
Retirado do facebook

Não foi a mãe... Foi o Goucha!


A verdade vem sempre ao de cima, por isso, ficamos a saber que se Pedro Passos Coelho é hoje Primeiro Ministro, tal facto deve-se muito ao incentivo dado por Manuel Luis Goucha ao " nosso" primeiro no programa Olha que Dois em 1993... Dizia o sr. apresentador que em tempos foi pasteleiro, que daí a 10 anos o jovem que figura no ecrã, seria PM de Portugal...
Há coisas que não se dizem...

sábado, 4 de janeiro de 2014

Sabor a sábado # -1


Hoje não há Sabor a sábado, ou melhor é um sabor a sábado menos um...
As festas da quadra trouxeram muitas sobras além disso, aproxima-se o Dia de Reis e o estômago tem que descansar até lá... Hoje fico-me por uns cereais!

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

E a palavra do ano é...

... BOMBEIRO!

Foi hoje anunciado em Loures, na Biblioteca Jose Saramago o resultado da votação levada a cabo pela Porto Editora, para a eleição da palavra que marcou o ano de 2013... A escolhida está entre as minhas apostas, como disse  aqui

Desconfio que a palavra escolhida seja muitas vezes repetida... Que o seja por razões de calendário! 

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Surprise!!!


Esta cobra foi encontrada ontem na mala de um carro, aquando de uma operação de controlo de posse de droga levada a cabo pela PSP na zona do Lumiar.

Depois disto não sei se a GNR ou PSP continuará a ter vontade de revistar as malas dos carros...
Também me parece que este "bicho" devia seguir para entrega, pois não acredito que andem todos os dias a passear 70kg de carne... 
Resta saber para onde ia... Eu até sabia onde a entregava, ó se sabia...

Limpezas e desintoxicações...

O que mais se ouve por aí no dia de hoje são receitas, mezinhas e promessas para se fechar a boca a partir de agora, por isso, não faltam pequenos almoços saudáveis, limpezas com Detox, dietas líquidas, chás com fartura e desintoxicações mais ou menos elaboradas.
Pois bem, só quero lembrar que a quadra natalícia ainda não acabou e o Dia de Reis ainda tem que ser celebrado, portanto, tenham paciência mas ainda não estou oficialmente de dieta.
Chamem-me procrastinadora! Neste campo, confesso que sou... mas só um bocadinho, pronto! 

Atentos aos avistamentos?

Para quem não sabe, hoje passa um homem pelas ruas deste país com tantas orelhas quantos dias tem o ano. Portanto, há que estar atento ao fenómeno único do ano. Tenho a dizer que o dito já passou pela minha rua.
Aguardo as vossas observações! 

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Bom Ano

Ainda é cedo para se dizer o que quer que seja sobre este ano que ainda não tem 24 horas, também não vou falar do fogo de artifício na ilha da Madeira, nem do apita ó comboio que de vez em quando lá descarrila por causa dos saltos agulha das senhoras ou das bolinhas do Champagne, perdão, do espumante de Anadia, nem sequer de quem pode brindar duas vezes vezes ao mesmo ano, os habitantes da raia que podem dar uma espreitadela ao novo ano em terras de nuestros hermanos e depois voltar ao velho... 
Aquilo que venho aqui fazer é unicamente desejar a todos os meus seguidores e leitores um BOM ANO, que vos dê o que desejam em abundância e que a paz que hoje se celebra, seja uma constante neste novo ano... Fica a esperança!