quinta-feira, 15 de maio de 2014

Época para tudo... até para o que não devia

Assim como há a época alta, a época baixa, a época de saldos, a época de exames, a época de caça, a época do caracol e da cervejola e por aí fora...  
Agora também há a época de incêndios, como se isso fosse um acontecimento normalíssimo e perfeitamente aceitável na dinâmica social de um país.
Com a época de incêndios à porta e a constante lembrança disso, acredito que quem goste de brincar com o fogo, não se vai esquecer disso e provavelmente, não serão esses quem se vão queimar.

10 comentários:

  1. já começou... já andaram fogos a rondar Coimbra
    e em Amarante os voluntários lá de casa já se meteram em trabalhos, por causa de matas mal limpas

    ResponderEliminar
  2. Não compreendo isto dos fogos, ainda mal veio o calor e já há incêndios.:( Ninguém toma uma atitude.:(

    ResponderEliminar
  3. Eu não compreendo como há pessoas que fazem isto de propósito. O ano passado foi tão mau e gostava eu de dizer que acreditaria que este ano seria melhor, mas temo muito estar enganada.

    ResponderEliminar
  4. É como se fosse uma coisa banal!! Não deveria existir estas épocas!!

    ResponderEliminar
  5. é inacreditável! Espero que este ano não seja mau.. há dias que dou por mim a desejar a chuva no verão para ajudar a apagar os fogos

    ResponderEliminar
  6. É sempre triste a historia dos incendios, nao ha forma de acabar

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar
  7. Há cada vez menos ''verde'' para queimar e, infelizmente, a época dos incêndios só vai terminar quando não houver nenhum.

    ResponderEliminar
  8. já entrou no calendário nacional, parece já fazer parte da tradição, e não me parece que haja maneira de alguém interromper este ciclo.

    ResponderEliminar
  9. A época de incêndios deveria ser todo o ano, para pensarem mais na prevenção que noutra coisa.
    beijinho

    ResponderEliminar