quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Carteiristas em miniatura

É literalmente verdade que há sempre alguém que nos quer ir ao bolso. Estamos nós a conversar com alguém e, sem mais quê nem para quê, sentimos uma mão no nosso bolso, essa mão era da criança, filha da nossa interlocutora... Onde por acaso estavam uns trocos para o café! 
E é assim... Começam cedo! 

11 comentários:

  1. Então e a interlocutora, pelo menos repreendeu a filha???

    Um beijinho :)
    http://coisasquefaco2014.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Quem era mesmo? Uma criança?
    E seria dinheiro que procurava?
    Não poderiam ser guloseimas?

    Ele há cada uma.

    beijos

    ResponderEliminar
  3. Que coisa! Não é um bom sinal de educação.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Essa nunca me aconteceu!
    Incrível! Que educação estão a dar às crianças???

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Era um rotativo na criança que também aprendia cedo...

    ResponderEliminar

  6. Credo... quanta violência!
    Fiquei pasma não com o que contaste mas com os comentários que acabei de ler!
    Não se esqueçam que as crianças são curiosas por natureza!... ou há mesmo segundas intenções nesta história?

    Precisas de explicar melhor! :(

    ResponderEliminar