sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Em dia útil, um trabalho "abençoado"

No tempo dos outros senhores, hoje era "dia santo de guarda", como se diz cá pelas minhas bandas, em particular, por aqueles que se confessam católicos e para os outros era feriado, independentemente dos critérios religiosos de cada um, comungava-se o facto de ser um dia em que não se trabalhava.
Mas, como dizia o poeta, mudam-se os tempos, mudam-se as vontades e a vontade dos senhores de hoje, foi esta e lá se fez mais um corte, desta vez no dia santo feriado, porque o país tem que produzir, tem que ser competitivo e a economia tem de ser relançada e, convenhamos, oito horas de ausência de trabalho é muito significativo, tendo em conta o número de almas lusas empregadas na terra que as viu nascer...
Contudo, tenho de reconhecer que o facto de hoje ser um dia útil, foi mesmo muito útil, o que seria de nós, se hoje os trabalhos na Assembleia da República estivessem encerrados... não teríamos o Orçamento de Estado aprovado e isso sim, seria um prejuízo enorme para o país, para a sua cotação nos mercados, para a sua reputação face à troika.
Fico muito mais descansada, por saber que desta vez o exemplo de trabalho veio de cima, só tenho pena de nem sempre esse trabalho ser um bom trabalho, um trabalho abençoado...hoje, parece-me que foi o caso...parece-me!

10 comentários:

  1. e parece muito bem. a haver magustos (gosto desta palavra), como haviam de correr bem, se não tivéssemos a certeza de já haver orçamento? bom fim -de-semana.

    ResponderEliminar
  2. Olá.

    Fim de semana. Feriado. Para uns, alegrias planejadas. Para outros um estado de concentração, para saudar a Saudade, de tantos outros que estam no andar de cima. Mas, independente do estado espiritual em que esteja, eu te saudo com Paz e Contentamentos.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Apesar de não concordar com todas as datas, confesso que não achei assim tão mal o corte de alguns feriados. Não é geral, óbvio, mas há muitos portugueses mal habituados, que chegam atrasados de manhã, que saem para o café a meio da manhã e a meio da tarde, que perdem tempo do trabalho para tratar de assuntos pessoais e assim perde-se muito tempo e não há produtividade. Há muita gente a precisar de mudar de hábitos.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Este dia para mim é igual a tantos outros. Eu não 'preciso' da existência de um dia específico para me lembrar de quem já cá não está.

    ResponderEliminar
  5. Eu ainda sou do tempo em que era feriado dia santo de guarda
    kis .=)

    ResponderEliminar

  6. Eu hoje tive "castigo"... não fui trabalhar porque estou engripada!
    Por isso para mim nem foi feriado nem dia de trabalho!
    Sabes o que te digo? Preferia ter ido trabalhar! :(

    Beijinhos de nariz (já) limpinho
    (^^)



    P.S. já vi que descobriste o post... ia agora avisar-te, mas já cheguei atrasada! :)

    ResponderEliminar
  7. Esta coincidência de o OE ter sido aprovado em dia feriado em quase toda a Europa , e véspera do Dia dos Defuntos não me deixa nada descansado
    Bom FDS

    ResponderEliminar
  8. Deve ser das poucas medidas com as quais concordo. O corte de feriados e pontes. O povo português é efetivamente muito preguiçoso. A nivel administrativo são do pior: Entre cigarro, cafés, intervalos, almoço e lanche....sobra o tempo do caminho....

    ResponderEliminar
  9. Quem é um religioso devoto, pode meter férias e...lá se foram menos 8horas sem produzir.

    Mas, naquele hemiciclo, trabalha-se??!!?? :P

    ResponderEliminar
  10. Foi realmente um dia muito produtivo, a fazerem o que melhor sabem: lixar-nos ! ;)

    ResponderEliminar