segunda-feira, 24 de março de 2014

Sensual, és tão "soft porno", sensual...

Todos sabemos que a interpretação que cada um dá às coisas, situações, acontecimentos, ou comportamentos varia muito em função de vários fatores, como sejam a idade, sexo, condição social/económica/política, humores, amores e desamores. Por isso, muitos comportamentos que outrora eram pouco ortodoxos, hoje passaram a ser normais e parece que dentro deste conceito cabe quase tudo o que se passa na nossa sociedade.
Não me confesso uma admiradora nem tão pouco conhecedora dos estilos musicais de Shakira e de Rihanna, mas por tanto ouvir falar do dueto entre as duas vozes, resolvi ouvir e ver o videoclip (can't remember to forget you)... Ups! Surpresa das surpresas! As duas cantoras, rolam, rebolam-se e "mimam-se" num cenário facilmente confundível com uma "união conjugal" na véspera de consumação. 
Fui ler alguma coisa sobre a performance e... Ups (novamente)! A maioria das pessoas acha o vídeo um estrondo de sensualidade. Sensualidade? Ok! A mim, mais me parece um desempenho de soft porno do que outra coisa qualquer, nas se calhar sou eu que estou a ficar velha, antiquada, bota de elástico e não sou uma open mind em relação a esta normalidade da pornografia sensualidade. 
Provavelmente, estas coisas do pudor, da moral e dos bons costumes é só para a plebe e deve ser por isso, que eu não sou "normal" quanto a estas matérias...

12 comentários:

  1. Olá outra vez! Já fui ver o vídeoclip e sinceramente não achei nada de especial, no que toca a sensualidade. Já vi vídeos muito mais interessantes da Shakira! Quanto à Rihanna não posso opinar pois não tenho uma opinião formada!

    ResponderEliminar
  2. Não sou fá nem da Shakira nem da Rihanna, mas sou velha o suficiente para me lembrar do início da carreira da colombiana - não mudou apenas o visual, mudou também o contexto das canções (de social para sexual!)... e, sinceramente, não sei o que é pior... "Sex sells" e é verdade! Mas, quiçá, toda a sexualização dos videos é para desviar a atenção da falta de qualidade das canções... :-)

    ResponderEliminar
  3. Até nao acho muito mal por acaso, os homens andam doidos com o video :)

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar
  4. Penso que sou uma pessoa aberta, por personalidade e também pela da profissão : sempre lidei durante toda ela com pessoas bem mais jovens do que eu .

    Sempre disse que quando não conseguisse aceitar algo que a maioria das pessoas acha normal decretaria a minha velhice: pois bem sou velha já há cerca de dez /onze anos.

    Explico: uma jovem na Alemanha inscreveu-se no centro de Emprego e disse que não se importaria de trabalhar em horário nocturno e que estava habituada a lidar com pessoas. A oferta que lhe chegou; ser prostituta num bordel, como recusou ficou sem subsídio de desemprego!

    Eu sei que na Alemanha , a prostituição feminina ( não sei se o mesmo se passa com a masculina)é considerada uma profissão, mas daí a obrigar um mulher a prostituir-se vai uma diferença abissal, acho eu!!

    Portanto, quanto ao seu desabafo, assino por baixo.

    Bom dia

    ResponderEliminar
  5. Ainda não tinha visto, fui agora ver por curiosidade. É de facto um videoclip virado para o público masculino...

    ResponderEliminar
  6. Vi ontem na SIC. Embora ande a roçar o porno, não chega lá. No restante concordo com a sua análise e subscrevo.

    ResponderEliminar
  7. ólá boa noite. dá-me ideia que foi feito para rebolar os olhos masculinos que se hão de prender naquele "reboliço" de gosto duvidoso. há um marketing, há um investimento, e há falta de critérios. de resto, isto é música para ouvir e deitar fora...como quase tudo agora!

    ResponderEliminar
  8. Ouvi falar deste videoclip mas depois de o ver percebo a agitação à volta do tão falado vídeo. Eu chego à conclusão que as grandes estrelas acabam por fazer este tipo de exibições para chamar os holofotes sobre si. Só pode.

    ResponderEliminar
  9. A linha é tão ténue que às vezes deixa de se ver. O objectivo é fazer dinheiro "oferecendo" o que neste momento vende mais...e pelos vistos vende. A música é gira, mas daqui a 15 dias já ninguém se lembra dela.

    ResponderEliminar